quarta-feira, 1 de maio de 2013

ACONTECIMENTO DO ANO...


MAIO


Amigos, jamais imaginei que fosse durar tanto
Tantos amigos e o tempo é que é pouco
Pouco é o tempo que passei com os amigos
Durou tanto por causa dos amigos
E se durou tanto, o pouco virou infinito
Então comemoro "iscrivinhando" isso

Oferecendo a todos
Um mimo um tanto bonito quanto esquisito
Procêis levar pra casa
E se num tive serventia
Ocêis pode joga nu lixo

Que dispois que ocêis levô e jogô
Eu já num vo sabe mais disso....

DeusssssssssssssssssssssssssssssKiajude !!!


QUEM QUERÊ PODI LEVAR O SELO COMEMORATIVO
MAS CUM UMA CÃODIÇÃO
"NÃO PONHÊM NA HORTA PRA ISPANTÁ PASSARINHUS"



Meus sinceros gardecimentos
E adiscurpiem Eu, por durar tanto assim.... hehe!!

********************************************************

quinta-feira, 4 de abril de 2013

ASSIM DIZ O DITADO...

DIZ O DITADO QUE

"QUE É DE MENINO QUE SE TORCE O PEPINO"

ASSIM SENDO


video

"É DE MOLECA QUE SE SOLTA A PERERECA"

Nossa!! Mái eu num sabia que sortava tanto anssim... ixê!

DeusssssssssssssssKiajude

terça-feira, 2 de abril de 2013

ISSUES - E SUE !


VAMU TESTAR US NOSSU CUNHECEMENTO INFORMATIVO ?


1ª – Quanto tempo durou a guerra dos cem anos ?

2ª – Onde se fabrica os famosos chapéus Panamá ?

3ª – De que animal é extraído as cordas de tripa de gato ?

4ª – Em que mês os Russos celebram a Revolução de Outubro ?

5ª – De que são feitos os pincéis de pelo de camelo ?

6ª – Em homenagem a qual animal batizou as ilhas canárias ?

7ª – Qual era o primeiro nome do Rei Jorge VI ?

8ª – De que cor é a caixa preta dos aviões ?

9ª – Do que são feitos os cestos de barba de bode ?

10ª – O pelo do peito do pé de Francisco é preto ?




Zênte, são aduvidamentos dus quar eu achava que arresponderia cum facilidêis se num cêsse meus aconhecementos geraus de estudatura dipromática juventil escolativa.

FOTO NIKONEANDO ( ACESSE E CURTA )

Becervação:- Quero coceis pelus menô tentem arresponder sem rolar pra baixo e zôia as resbostas... Ok





ARRESPONDEDURAS DO QUESTIONAMENTO CURTURAR


1ª – Durou 116 anos exatamente. ( eu diria 99 anos )

2ª – Feitos no Equador.( café expresso ou no cuador é mió )

3ª – São de ovelhas e cavalos. ( burro, asno e jegue )

4ª – Celebram em Novembro. ( Ava.. cagá )

5ª – O animal é Ardilha ( que eu nem sabo que existia )

6ª – São cachorros ( canis em Latim )

7ª – Primeiro nome é Alberto. ( Podia ser Zé )

8ª – A cor é Laranja. ( racistas desprezíveis )

9ª – Gramínea de mesmo nome ( e o bode ? ).

10ª – Isso só se vendo meRmo, pois como ele é Franciscano logo estará calçado de sandálias e aí tudu mundo verá.... rs  



God save the Tangamangápio
DeusssssssssssssssssssssssssssssssssssKiajude

quarta-feira, 27 de março de 2013

FÉLIX PESSACH

TRANSFORME-SE DE DENTRO PRA FORA,
DE FORA PRA DENTRO.


De dentro pra fora...

Por vezes dói.
Por vezes arranha.
Mas a mágoa deglute-se
E o sorriso brota de fora para dentro.
Engana os olhos de quem passa.
Alegra a boca de quem olha,
mas jamais enganará os braços de quem nos ama.
Ah! A magia de um abraço...
E tudo revigora de dentro para fora.


Versos que roubei de minha amiga Sandra Subtil


+
DeusssssssssssssssssssssssKiajude

segunda-feira, 18 de março de 2013

UM CONTO E CINQUENTA CONTO...

FOTO :- https://www.facebook.com/Nikoneando  ( VISITE - CURTA )


A avó Máca com o vô Cáco, vinhéraum fazer uma visita ao seu filho Xipan que sô EU, e arresorveram passar uma noite puráqui.

Quando nisso vô Cáco apóis cumê umas porcaria deu-lhe uma repentina caganêra e dinoitão foi-se pro cagômetro, aonde encontrou no bambu de chêro do banheiro, enquanto percurava um acaRmante anal e acabou por axá uma caixa com uns escrevimentos minusclíos com dizeres istrânhus referenciando-se a um possivêu endurecimento de aRguma coUsa, uns  cumprimidinhos amarélicos dos quáR ele siapossô iscondidamente sem sequer saber do que realmente se tratava.

         Nôtro dia antes de assidispedir de Eu, o véi vêi e acuxixô ne minha zorêia o seguinte:-

         - Mininu, ondeU axô daqueles cumprimidinhus quêocê tem lá no bambú di chêro ?... Cotô persizando urgêntemente de mái UM...

Arrespondi:-

- Véio Cáco, ocê indoideceu é ?... Esse gonócio pode istrumbicá com seu coracêbo... É um instimulativante cêxuar, é muito caro, custa M$50 merréis cadum e ne sua idade pode dá um istrimilique.

Ele afirmou:-

- Num tem pôrtancia, vô ponhá cincuenta merréis debaxô do seu trabecero e ocê me arruma mái um... Antesdêuí.. Oskey ?

Adispois que a vó co vô sifoi, perto do meio dia Eu fui cunferí se o véi ponhô o dim-dim, e pra minha surpresa cabêi por encontrar M$ 550 em baixo do trabecero.

Mái que depressa passei num sinar de fumaça pro véi com meu SmartFolhaSêca 3B, a seguinte meçagê:

- Eu falei que cada píula custava M$ 50, e não M$ 550 papíto.

E o véi arrespondeu:-

- Eu tendi, os zôtros M$ 500 a mais quem ponhô foi sua manhê.


Vai di Brink´s com os véios !! Eles tá podendo, tão ligados ?
Como dizia meu avô :- "Vai côto podêno"... kkkkkk
DeusssssssssssssssKiajude

O uso de medicamentos unicamente não garante a promoção da saúde.
 Todo medicamento envolve riscos ao ser consumido, 
por isso esses produtos devem ser usados de maneira racional.

sexta-feira, 15 de março de 2013

VAMOS FAZÊ PONHÊMAS ?


Conhecido como :- CACÓFATOS


** Poema da Elisa **


VI ELA A MEIA LUZ
NADA MAIS DESTACA NELA
CÁ DELA NADA TRADUZ
NEM A LUA NELA A TEZ SINGELA

MEU CORAÇÃO, POR TI GELA
MEUS OLHOS, 'INDA POR TI, SÃO
JÁ QUE NÃO POSSO AMAR ELA
JA NELA, LINDA, NÃO PENSO NÃO

POR CADA OLHAR, JÁ PERDIDO
E POR TE FÉ DEMAIS, ABUSO
VOU-ME JÁ, POR FIM, FERIDO E LISO
COMO PORCA GASTA, EM PARAFUSO.

Obs:- Desconheço a autoria e não sei a quem dar o crédito, sendo assim digo apenas que achei no ( GOOGLE )


A idéia é a seguinte, apóis vê esse ponhêminha cacófatodico nhumorado eu arresorvi tecê umas entrelinhas de puro inspiramentos meus que se arrezurtarão numa obra di prima que diviria ir pras cademia de letra.
Fazi ispeciaRmente pruma macaca quêu tava arrastando o rabo puréla, e macaco véio no cío fica quinem poeta inspirado, babando e espumando palavreamentos di amor.

###########################################################################

"EU TE TINHA"

QUANDO ANTES EU TE TINHA
HOJE NÃO TE TENHO MAIS
EU QUERIA AMA-LA AGORA
MAS A MALA NÃO POSSO MAIS

DEIXOU-ME TENDO UMA VARA
PRA PESCA PACU PEQUENO
ELA FICOU NA RODOVIÁRIA
JOGADA NO BANCO TRASEIRO

IR ME JÁ QUE TÁ PINGANDO
E JANTAR DEPOIS DA UMA
COMO FAZ, A MUDA PÉ DE CAFÉ
FAZ GESTO A MÃO OU BOTA NO CHÃO ?

MEU AMOR FOI-SE EMBORA
CABO DE ENXADA PARTIU O OVO
 MACHA DO SERTÃO ELA ERA
NÃO DA PRA ME TER DE NOVO.

Otoria :- By Tatto

############################################################################

*** EU XUGIRO QUE CADUM QUE LEIA MEUS VERSO FIQUE ISPIRUADO
E PONHE-SE A ESCRIVINHAR UMAS ENTRELINHAS AQUI NO COMENTÁRIO
VÔ FICA MUITO DO FÉLIX E GARDECIDO , VAMU LÁ ZÊNTE !!! ***

# TANK´S VÉRIS MUXING #

domingo, 10 de março de 2013

AZEITONAS DE MEIO QUILO - A COLHEITA




AS AZEITONAS DE 1/2 KILO.....

Oi, trepa no coqueiro, tira coco,
Gipi-gipi, nheco-nheco, no coqueiro oi-li-rá!


Pessoas !! Um tanto de gente vai sialembrar-se desse pizódio que aconteceu-se nos finaRmentes de 2010.

CaUso num sealembrem-se-se, vai o LINKI-AQUI pó cricá.... pra REVÊ.


XIPAN ZECA PRODUCHIONS ORGUIÓSAMENTE APRESENTA



NÃO É COCO... É C-O-C-O...


Amigos, é comum as pissuínhas se arreunir num ajuntamento dominingal entre os da meRma espécie ou comumente conhecido como reuNão familiar, némeRmo?

Intão... Foi num desses que tava Xipan, sobrinho gulilínha e Macaco véi primogênito mais maior de idade, que num relâmpio de idéias sealembrâmo que o Pé-di-Coco ( famoso azeitoneiro doutra histórinha ) tava abarrotado de fruitas nos cachos que pareciam prestes a despencarem de tortos que tavúm.

Se ajuntêmo na empreitada e fumus cadum buscar os apetrechos ajudativos pra puder além de trepá, se apoiar e istráir os danadins que não sábo por quaR cargas d´agua os félas tem que se ajuntá lá incima naquela aRtura aRta... Mas dexím prálá, pio seria se coco sessê quinem mandioca e nóis têçe que arrancar-los da chôn... Porém focando ninovo na estória, fui lá eu busca o principá enquanto o gulilinha do meu sobrinho veio côs atransportadeiros “baRdes” pra acomodar-los e conduzir-los e o primogênito mais maior de idade abuscou o escadamento e a ferramentas de eistração cortante, um pirigu em mão inábeis.

Tavamos nóis ali já cuntudo que carecíamos iscRusive o principaR que eu trazí, só amunitorando e pRanejando de como seria fazido o gonócio sem ocorrimentos de fatos que nem num gosto de me alembrá duma certa otra vêis que me dói tuda vêis que argúem prigunta se gosto de azeitonas.

Bão... chegô a dita-hora em que foi sugestionado com apontamentos dedais e muitos adjetivos ispricatívos, aRguns inté desnecessários de fincá aqui no texto por di causo que quilâncinhas tumêm lê meu bróguinho, mas dexapralá que por questãUns até de hinhêrarquia e por otrô lado a faRta de habilidêis de outros, nos finaRmente o íscoído foi eu mêmo “tavanacarané”.

Tudo apreparado, iscada içada, ajudantes apostos e lavo-eu pra riba... E mais pra riba inté aRcança os bixin, que um-a-um fui ponhando-os cacho abaixo a estocadas do metal cortativo, e numa chuva verde os cocos fôrum caindo “splocotóff” ao chão.

Dadum momento e já com os braços iscangaiados de tanto fazê força pra corta os danados e o peso da “foice” foi-ce e arresorvi dispença a ferramenta e garrar subir mais uns cinco úRtimos degrauszitos finalicos que restavam e pude então afufanhar-los com as póprias mãos... Extraindo os cocos em vira-voltas assim como meus ancestraUs fazium, e disso eu entendo.

Todo a proceditura ia de vento-em-popa e pouco a pouco foram se acabando os fruitos a serem arrancados, e em sintonia e atenção do gulilinha e do mais maior de véio lá embaixo mó atentos pra num toma uma cocada nos miolos...

Niquicando !!! dotrô lado da cerca, grita um distraitivo e sonoro “Bão Dia meu Povo” da guéla nem tão surpresa assim dum vizinho que ao longe ( onde ele deveria ter ficado ) fez cumquê houvesse um desequilíbrio harmonial desfribilativo trunculoso em ambos os três de nóis.

Nessa fração de adistraimento um míssil desgovernado a incrível velocidade do cocão vai em rota de colisão, mas não di eu dessa vez... Mas sim do mais maior de véio que se distraiu-se com o Abondiamento do vizinho no-sense, nisso só iscuitei o gulilinha gritando prêu parar que o alvo fora atingido “ eu chamaria de aRvo “ que ele é bem mais branco que eu... Puxei o frei-di-mão que até fedeu queimado.

Mano véi aguxado miando de dor com a cocada que levou na região peitoral supra inicio barrigal na Arturo do cemitério de frango, bem no Istrômo... PLÓFFT.

Premero nóis riu, em seguida nóis se preocupo e adispois nóis desceu da escada e fumu acudi o hómi que inté atroduado ficou, levamos ele a sombra demos um gole d´agua e aguardamos seu retorno uivativo ao mundo dos normais pra pudê prigunta se haveria necessidade de um pontro-sucurrimento, mas graças aos santos fortes, os anjinhos da guarda que num tira férias e a God principaRmente não foi nada mais que um belo e doloroso susto... Assim como o meu em 2010... Tásqueuparóbas.

Passado o momento, treminamos e fizemos os acatamentos de tudos os coquins, que num foi pouco, maiomeno uns “quarenta e doze”, quem achá queu to mintinô prigunte ao gulilinha que num dexa e mentir sozinho.

Quanto ao primogênito mais maior de véio, tudo esta nos conforme, que eu já até passei um trote nele ligando no seu cegular e dizendo prele assim:-

- Matou no peito, ajeitou na pança e chuuuuuuta de bico lazarento... GOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLL


O MINISTÉRIO MACAQUÊIS DA SAÚDE SIDIVERTE
CATÁ COCO NEM É.. MAS SE DISTRAIR EMBAIXO
SEM SER PROFÍÇA É PIRIGOSO

A HISTÓRIA É VERÍDICA, OS PERSONAGENS É VERÍDICOS E A DOR É REAL

Déusssssssssssssssssssssssssskimeajudeeee.. 
Tatto


quarta-feira, 6 de março de 2013

FISIO-GEOGRAFIA ANIMAL


Geografia da Macaca:

Entre 18 e 25 anos, a macaca é como o Continente Africano:
Uma metade já foi descoberta e a outra metade esconde a beleza ainda selvagem e deltas férteis.

Entre 26 e 35, a macaca é como a América do Norte:
Moderna, desenvolvida, civilizada e aberta a negociações.

Entre 36 e 40, é como a Índia:
Muito quente, relaxada e consciente da sua própria beleza.

Entre 41 e 50, a macaca é como a França:
Suavemente envelhecida, mas ainda desejável de se visitar.

Entre 51 e 60, é como a Iugoslávia:
Perdeu a guerra, é atormentada por fantasmas do passado, mas empenha-se na reconstrução.

Entre 61 e 70, ela é como a Rússia:
Espaçosa, com fronteiras sem patrulha. A camada de neve oculta grandes tesouros.

Entre 71 e 80, a macaca é como a Mongólia:
Com um passado glorioso de conquistas, mas com poucas esperanças no futuro.

Depois dos 81, ela é como o Afeganistão:
Quase todos sabem onde está, mas ninguém quer ir até lá.

Geografia do Macaco:

Entre os 15 e os 80 anos , o Macaco é como CUBA:
Governado por um só membro...

Bicervação:-
- Tá certo que à partir dos 50 o tár do Membro governativo precisa de uma ajudazinha de um certo "cumprimidinho" pra poder governar.

- E tá comprovado tumêm que apóis os 80 o macaco é comparado com o Brasil... 

Pois ele descobre que deRde que nasceu ele é:-
* Gigante pela própria natureza... 
* Não se responsabiliza mais por nada, 
* Quando se arrisca em carreira solo só dá cagada, 
* Quando acerta é por muito pouco tempo e logo caí e ainda por cima é....
Incapaz de se levantar sozinho... 
* A palavra governado nessa fase passa a se pronunciar Gorroubado!!!

FOTO EXCLUSIVA:-  https://www.facebook.com/Nikoneando  ( VISITE - CURTA )

"Deus salve  a "mélda" ... Amém"

DeussssssssssssssssssssssssssssssssssssssssKiajude

segunda-feira, 4 de março de 2013

MEU "MUNDÍCO" SEM LEI



Leis interessantes que não competem advogados saberem!!!!

FOTO :- https://www.facebook.com/Nikoneando  ( VISITE - CURTA )

"O seguro cobre tudo, menos o que aconteceu"
( Lei de Nonti Pagam).

"Quando você estiver com apenas uma mão livre para
abrir a porta, a chave estará no bolso oposto."
(Lei de Assimetria, de Laka Gamos).

"Quando tuas mãos estiverem sujas de graxa, vai começar a te coçar
no mínimo o nariz."
(Lei de mecânica de Tukulito Tepyka).

"Não importa por que lado seja aberta a caixa de um medicamento. A bula
sempre vai atrapalhar."
(Princípio de Aspirinovisk).

"Quando você acha que as coisas começam a melhorar, é porque algo te passou
despercebido."
(Primeiro teorema de Tamus Ferradus)

"Sempre que as coisas parecem fáceis, é porque não entendemos todas as
instruções."
(Principio de Atrop Lado)

"Os problemas não se criam, nem se resolvem, só se transformam."
(Lei da persistência de Waiterc Pastar)

"Você vai chegar ao telefone exatamente a tempo de ouvir quando desligam."
(Principio de Ring A. Bell)

"Se só existirem dois programas que valham a pena assistir, os dois passarão
na mesma hora."
(Lei de Putz Kiparil)

"A probabilidade que você se suje comendo é diretamente proporcional à
necessidade que você tem de estar limpo."
(Lei de Kika Gadha)

"A velocidade do vento é diretamente proporcional ao preço do penteado."
(Lei Meteorológica Pagá Barbero )

"Quando, depois de anos sem usar, você decide jogar alguma coisa fora, vai
precisar dela na semana seguinte."
( Lei irreversível de Kitonto Kifostes)

"Sempre que você chegar pontualmente a um encontro não haverá ninguém lá
para comprovar, e se ao contrário, você se atrasar, todo mundo terá chegado
antes de você."
(Princípio de Tardelli e Esgrande La de Mora)

 *** Macaquisticamente falando ( iscrevêno ), o que faRta meRmo é 
"Ajustiçamento" pusquê LEI é coUsa que us ómi fáis pra disviá o raçocínio lógico 
da verdade que a justiça impréga.***
Têje dito...

DeusssssssssssssssssssssssssKiajude

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

SÁBIAS SABEDORIAS SÍMIAS



CONCÊIO - 1


Um macaco está sentado num gáio d´árvre o dia inteiro sem fazer nada. 
Um pequeno coelho vê o macaco e pergunta:
- Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?
O macaco responde:
- Cráro, pusque não?
O coelho senta no chão embaixo d´árvre e relaxa. 
De repente uma raposa 
aparece e come (literalmente) o coelho.


foto:- https://www.facebook.com/Nikoneando ( VISITE e CURTA )

Concrusão:- 
Para ficar sentado sem fazer nada, 
você prêmero deve certificar-se de estar no topo.

Texto recebido do amigo Stroppa e modificado por Tatto.

P.S.- "Quem me dera se eu pudesse estar sempre ( o tempo todo ) o palhaço, 
saberia tratar dos meus 
próprios
 males sem causar males aos próximos." 

Retorno na esperança de recebe-los com o meRmo carinho a que lhes ofereço.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

DOA-SE - URGÊNTE

Na verdade as pissuinhas “dá o que qué pra quem qué meRmo”... Nénão?


Fulano era dotô ocupado e por razão dus cumprumissus deixava por desejar com seus deveres particulatívos de casa, fazendo com que achasse a fulaninha de se tornar cuidadeira de bechânos domésticos compretaria aquela lacuna ausênciativa em seu ser.
Fulaninha por sua vez, era muié vistosa e cheia de tempo pra ser preenchido, sem maiores compromissos além dos que sobravam por não serem pussíve ser fazidos pela sua assessôra do lar, uma sinhorinha de avançada idade e traços sofridos pra que não chamasse atenção dos seus atributos corporais ao fulano dotô.
Fulaninha saía cedo em disparada trajando seu “joguing” ultra justinho e de zôreias intupidas por um par de fones com musiquinhas “zen” pelas alamedas praianas esbanjando gostozisse num galope frenético ofuscado apenas pela silhueta das ondas do mar aos olhos alheios.
         Ao voltar, sempre um demorado banho e minúsculos biquínis substituía o “joguing” agora pesado e embebido em um salgado liquido corporal.
         Agora fulaninha já cô seu “óscriscuro” estendida dourando-se ao sol em sua quase olímpica piscina de balaustres dourados cercada por um esplêndido e bem cuidado “gramaríl” recém aparado pelo tronculento e viril jardineiro onde desjejua acenando um breve adeus ao fulano dotô que  pelus canto do zôio encena um breve têxáu.
         O dia de fulaninha era longo ocioso e cansativo, uma vidinha de mesmice medíocre que a fazia se sentir como uma desértica estéril e abandonada ilhota cercada duma natureza de exuberante beleza o qual seus olhos nem mais enxergava.
         Acompanhada apenasmente por sua empreguéti mais seu jardineiro e vorteada de riqueza e mordomias mius donde a ocupacionacidade de todos os benefícios ao seu alcance se tornavam fúteis debruçando o seu semblante tristeza e agonia pelo vazio fatídico e fétido amargurativo e desumanizador ( nuss... acho que ijágerei um pôco ).
         Fulaninha começa a ter pensamentos preenchencinadores fervilhando no vácuo silencioso de suas paredes cerebrais, pensamentos alucinatívos e idéias inimagináveis que percorriam por seus “dois” neurônios bombardeados por vontades e desejos infindáveis de valores e concepções pré-monitivas de decência e humanitividez.
         Então, numa manhã já nem tão tranqüila, já exaurida e tomada por seus gritantes pensamentos ideosos, vestiu-se como de costume e se pôr a caminhar, trotear, correr, voar... Desordenadamente a peRcurar arguma coUsa que nem meRmo fulaninha sabia o que era.
         Nota ela algo que lhe hipopotiza momentaneamente e traz-lhe a sobriedade chacoalhando seu intimo libido, desproctualizando seu juízo desnorteando sua razão, favorecendo assim seu poder de raciocinar democraticamente assimilando sua condutividade motora em direção ao alvo projetado por seus verdes claros olhos.
         Sem titubear se coloca a passos largos e flancos rebolativos a desprezar o perigo eminente dum atropelamento e por entre os carros joga-se ao encontro daquele pícolo comercio na avenida, mirando um só objetivo... O PET Ground ( mais conhecido como petshop ou “avícola” La no interioR ).
         Deslumbrada ficara fulaninha com os zóinhos de longas pestanas e maquiagem levemente extravagante, arregalados... Mirava-a um só objeto com uma certeza tão absurda e traumatizativa que dava inté inveja de ver, era como se fossem anjos entre as nuvens para os olhos duma beata, assim se fez a vontade e assim se fez o desejo... É justamente disso que eu preciso para sair dessa prisão que me tortura desse labirinto do qual não acho a saída, desse inferno que não me desgruda o capeta.
         Codorninhas poedeiras... Sim, é isso, quero-as já, não me importa o preço e o trabalho que dê... Eu as quero... AGORA!... Disse a fulaninha.
         Toda feliz com a aquisição retorna pra casa em regozijo, prometendo aos mundos e fundos que ao menos uma vez na vida estava certa do que queria, era o êxtase pleno de alguém que evoluirá em segundos anos de desertificação e obscuridade.
         Pelo menos até que outro dia amanhecesse...
        
Um anúncio em seu perfil no “Feiçe” dizia:-

“DOA-SE LINDAS CODORNINHAS POEDEIRAS – URGÊNTE”
MOTIVO:- Viajo muito e não encontro tempo para me dedicar a elas.

Fulaninha levou de seus amigos do “Feiçe” pelo menos umas ( 5.000 curtidas ), uns ( 300 compartilhamentos ), e incontáveis comentários que enalteciam sua índole e falavam de seu “coração generoso e lindo”, que os bichinhos eram “fófis” e únicos, que sua alma era praticamente de uma grisalha imaculada ou quase “santa” e anssim pur diante, e todo mundo queria ADOTAR as penosinhas... E foi o que realmente ocorreu.
E fulaninha misteriosamente pode retornar saltitante ao seu mundíco mágico.

Iscrevido por :- Tatto 

PÓDE um gonócio desses??? 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...